Matanza cria estação de metal brasileiro no Rdio

Estacao_matanza2

O negócio deles é um hardcore pesado, seja se apresentando própria turnê, ou mesmo levando um festival com outras bandas para todos os cantos do Brasil, como é o caso do Matanza Fest. Como desafio é uma coisa da qual a galera da Matanza não foge, eles toparam criar uma station especial pra gente só com metal verde-amarelo, a Metal BR Matanza.

Além de fazer a curadoria de uma estação exclusiva, eles estão começando a tour do álbum novo, "Pior Cenário Possível", e ainda estão prestes a comemorar duas décadas de carreira. É bastante coisa acontecendo, né? Por isso a gente conversou por e-mail com o Marco Donida, um dos guitarristas da banda, que nos deixou por dentro do que tá rolando.

Dá o play no disco novo e acompanhe nosso papo:

 

  1. A Matanza vai completar 20 anos de carreira ano que vem. O que ficou e o que se transformou na banda com o passar desse tempo?
    Marco: Estamos 20 anos mais velhos e as coisas mudam muito nesse sentido, independente de estarmos numa banda ou não. O que não muda é a vontade de fazer música, de tocar, de tentar melhorar, de fazer mais e melhores shows. O envolvimento e a responsabilidade vão ficando cada vez maiores e é preciso muita dedicação pra fazer tudo valer a pena.
  2. "Pior Cenário Possível" acaba de ser lançado, assim como a turnê do disco. Já deu pra notar como tá sendo a repercussão do novo trabalho?
    Marco: A repercussão tem sido muito boa. Tivemos a ideia de fazer um web-clipe para cada música do álbum e disponibilizar todo esse material no youtube antes do lançamento "oficial" e isso ajudou muito! O show conta com 6 músicas novas e quase todo o público já as conhece.
  3. O que vocês acham que tá rolando de mais legal na cena brasileira de metal?
    Marco: O mais legal é ver as novas gerações demonstrarem a mesma paixão que a geração anterior, que viveu o começo do movimento nos anos 80. Novas bandas surgem a cada dia. Umas boas, outras ruins, mas o que importa é que o metal não dá sinais de cansaço e continua vivo e atual. Esse cenário permite que vejamos bandas que começaram há mais de 30 anos ainda na ativa, muitas vivendo seu melhor momento.
  4. Vocês foram convidados pelo Rdio para fazer a estação de metal brasileiro, a "Metal BR Matanza". Como foi isso? 
    Marco: Foi uma grande oportunidade realmente porque pudemos reunir material de bandas que adoramos e que talvez muitas pessoas ainda não conheçam. Bandas que já não estão mais em atividade mas que gravaram álbuns incríveis como é o caso do Ophiolatry e do Nephast. Sem contar os medalhões do metal nacional como Sarcófago, Sepultura antigo, Krisiun, Korzus, Attomica...
  5. O Matanza Fest é um projeto muito bacana de vocês, que faz o metal circular pelo Brasil. Vocês acham que existem iniciativas suficientes para disseminar shows desse estilo no país?
    Marco: Nós nos identificamos com a cena do metal mais do que com qualquer outra, por isso sempre convidamos bandas metaleiras para participar do Matanza Fest. Tivemos o MX ano passado, o Vulcano em 2013, Nervo Chaos... Mas sabemos que o metal nunca deixará o underground, por mais que se veja grandes festivais acontecendo, bandas internacionais vindo regularmente, um nível de profissionalismo mais alto em vários aspectos.

Deu pra ver que os caras levam o trabalho super a sério, não é? Vinte anos de carreira não é pra qualquer um, então não é à toa que os cariocas da Matanza seguem firmes e fortes na cena do rock pesado aqui no Brasil. Agora que você já curtiu o disco novo deles, que tal ouvir a station que a banda preparou em parceria com o Rdio? http://bit.ly/StationMatanza

∞  05/22/2015 — 1:34PM

Posted by Frances Danckwardt at 1:34PM | | Comments (0)

Rdio + Virada Cultural Paulista lançam app

App_viradaculturalsp

Uma explosão de cultura distribuída por todo o estado de São Paulo! É isso que rola na Virada Cultural Paulista durante dois finais de semana de maio. Em uma colaboração entre governo e prefeituras, 24 cidades participam do evento com mais de 500 atrações de todos os tipos. E, é claro, não pode faltar música boa!

EmicidaZeca Baleiro,  Marcelo D2, Pitty, Jorge Aragão, João Bosco, Tribo de Jah e Nação Zumbi são apenas alguns dos nomes confirmados no festival. Bastante coisa, né?! São tantas apresentações e cidades diferentes que fica difícil acompanhar a programação completa. Mas a gente tem uma solução: um app especial do evento!

Com a aplicativo Virada Cultural Paulista 2015, você pode conferir quais shows vão rolar em cada cidade, visualizar o endereço e o horário deles e, de quebra, ouvir playlists dos artistas participantes. Adivinha com qual player? Isso mesmo, o Rdio!

A Virada Cultural 2015 acontece nos dias 24, 25, 30 e 31 de maio, então é melhor baixar logo o app (disponível para Android e iOS) e se programar. Vê se não perde, porque tem atração pra agradar todos os estilos! E não se esqueça: tem uma station do festival esperando por você no Rdio: http://bit.ly/ViradaCulturalFM

∞  05/20/2015 — 10:47AM

Posted by Frances Danckwardt at 10:47AM | | Comments (0)

B-day Jack Johnson

Bday_jackjohnson2

Jack Johnson é um desses caras que parecem fazer tudo certo: além de ter muito talento pro surf e, convenientemente, ter nascido no Havaí, ele ainda se revelou um músico dos bons! Isso sem contar que entre essas duas carreiras ele ainda conseguiu se aventurar no cinema - sempre nessa mesma onda surfer, que é a cara dele.

Hoje, o músico com a maior pinta de queridão completa 40 anos. E a gente comemora o aniversário dele relembrando seus maiores sucessos, desde o primeiro disco, lançado há 14 anos. Será que você lembra de todos?

"It seems to me that maybe / It pretty much always means no / So don't tell me you might just let it go". Alguém aí reconheceu esse refrão? "Flake" foi o primeiro single de Jack Johnson, parte do álbum "Brushfire Fairytales", de 2001. Vai dizer que não soa super atual?!

Dois anos depois, o havaiano de voz doce lançou "On and On", outro disco com faixas bem marcantes. Mas a gente precisa destacar "Taylor", que conta a história pouco feliz de Taylor e Peter, que não se deram muito bem na vida. Apesar da letra meio triste, a música é inspiradora. "Se Taylor encontrar um mundo melhor / Então ela vai fugir".

Não demorou muito para que Jack Jonhson gravasse um novo álbum - e dos grandes! "In Between Dreams" (2005) foi o trabalho que mais reuniu hits do músico até então. "Better Together", "Banana Pancakes", "Sitting, Waiting, Wishing", "Good People" e "Breakdown" estão todinhos nesse mesmo disco, que foi um sucesso!

Em 2008, ele lançou "Sleep Through the Static", que trazia a romântica "Angel", uma faixa em que ele fala sobre sua amada, um "anjo sem asas". Dica: tá aí uma ótima música pra fazer uma declaração de amor!

Em 2010, foi a vez de plugar os instrumentos e deixar o som um pouco menos acústico em "To The Sea" - sem perder a pegada surfer, é claro. Impossível não se contagiar com o refrão "You and your heart shouldn't feel so far apart / You can't choose what you take / Why you gotta break and make it feel so hard". Demais! Do trabalho mais recente de Johnson, "From Here to Now to You" (2013), a gente destaca "I Got You" - porque não tem como resistir a uma música com um assobio delicioso e uma letra inspiradora e romântica. Pode ouvir e suspirar!

É tanto som legal que dá vontade de ouvir tudo de uma só vez. Por isso a gente reuniu todas as melhores faixas em uma playlist do músico aniversariante do dia. Dá o play aí e aproveita essa vibe!

∞  05/18/2015 — 7:11AM

Posted by Frances Danckwardt at 7:11AM | | Comments (0)

Encerre o Festival Bananada em grande estilo

Fim_bananada

Está sendo uma semana inesquecível pra música em Goiânia! O Festival Bananada tem reunido, desde segunda-feira, artistas fantásticos das mais diversas partes do Brasil (gringos também). E ainda tem muita coisa por vir nesse fim e semana!

Com um line-up invejável, o Bananada trouxe gente de todos os cantos para o Centro Cultural Oscar Niemeyer (e outras casas bacanas da cidade), todo mundo afim de curtir um evento que esbanja cultura em todos os âmbitos. Além dos shows, a capital de Goiás foi invadida por iniciativas de artes visuais, gastronomia, skate e produções audiovisuais. Tá mesmo lindo esse festival!

11084035_455871554586245_7907524053306769547_o

A gente já cantou (gritou, suou, pulou) com Caetano Veloso, Do Amor, o DJ ganês Sankofa, Terno Rei e muitas outras ótimas bandas, que representam o melhor da cena atual no país - fora também.

11218542_456910921148975_663965637034207254_o

11263024_456936031146464_7669319276327433033_o

A partir de amanhã, a gente volta pro Oscar Niemeyer pra um final de semana que promete ser incomparável. Sem qualquer atração dispensável no line-up, o festival tem head-liners como Boogarins, Pato Fu, Wannabe Jalva, Jaloo, Lê Almeida, Apanhador Só, Karol Conká, Bonde do Rolê, Tropkillaz, Maskavo e Vivendo do Ócio.

Os artistas internacionais chegam em peso nos próximos dias, trazendo nomes como Allah-Las, J Mascis, Magaly Fields e Caddywhompus. O encerramento dessa semana singular fica por conta do Criolo, outro show super aguardado.

Certamente o trânsito entre os palcos Yguá e Pyguá vai ser grande, porque ninguém vai querer perder nada. Se você se perder um pouco na programação, é só usar o aplicativo do festival [link] pra se organizar.

E, pra não faltar detalhe algum, a gente preparou uma playlist com o melhor das bandas que vão rolar hoje, sábado e domingo. Nada melhor do que se preparar direitinho pra curtir os últimos três dias de festival, né? Aperte o play aqui embaixo:

∞  05/15/2015 — 3:14PM

Posted by Frances Danckwardt at 3:14PM | | Comments (0)

Follow Me Cosmopolitan Brasil

Followme_cosmopolitanbrasil-1

Uma revista que explora todo o universo feminino equilibrando bom humor e seriedade na medida certa: como não amar?! É por isso que a gente tá muito feliz em receber a Cosmopolitan Brasil como nosso novo influencer.

Com uma redação super alto astral, a revista reúne uma galera que ama música e saca muito de novidades legais. Uma dessas pessoas antenadas é a editora Bárbara dos Anjos Lima, com quem a gente conversou sobre som, lifestyle e as paixonites musicais que o pessoal da Cosmopolitan tem cultivado.

Confere aí nossa entrevista ao som dessa playlist "Ousada", que é a cara da revista:

  1. Suas playlists são super temáticas e divertidas. Toda hora é hora de uma boa trilha na redação?
    Bárbara: Sim, super. A gente ouve música o tempo todo aqui, por isso cada uma da redação fez sua playlist. Além disso, temos uma especial para o fechamento, três com a cara da mulher COSMOPOLITAN: ousada, divertida e muito feminina.
  2. A Cosmopolitan é uma revista sobre todo o universo feminino. O quanto você acha que a música é uma influência na mulher de hoje?
    Bárbara: Vivemos em um mundo onde o universo musical está cheio de mulheres que empoderam outras mulheres, como a Beyoncé e algumas funkeiras brasileiras, por exemplo. E essa trajetória de sucesso, de derrubar barreiras e alcançar os objetivos, influencia sim a vida de muitas mulheres.
  3. Qual situação, no dia a dia da revista, só pode ser salva por uma boa playlist?
    Bárbara: Fechamento, com certeza. Por isso que temos a nossa playlist especial com todas aquelas músicas que não saem da nossa cabeça na hora do desespero. Mas elas também são ideais para dar o clima nos ensaios de capa.
  4. Conta pra gente: quais artistas a galera da redação tá amando? Alguma sugestão de bandas descobertas recentemente por vocês?
    Bárbara: Nós temos um crush musical por dia, praticamente. Mas estamos amando o Sam Hunt e o Andy Grammer ultimamente.

É bacana saber como uma redação tão legal consome música no dia a dia, né?! Se você também curtiu, aproveita pra seguir a Cosmopolitan Brasil no Rdio e sempre ficar por dentro das playlists que elas publicam: http://www.rdio.com/people/CosmopolitanBrasil/

∞  05/14/2015 — 10:35AM

Posted by Frances Danckwardt at 10:35AM | | Comments (0)

Behind The Music - Marcos & Belutti

Btm_marcosebelutti

Eles estão bombando no universo sertanejo, mas têm uma história diferente da maioria das duplas que a gente conhece. Marcos e Belutti têm famílias diferentes, não cresceram juntos e também não são de Goiânia. Mas estão fazendo todo mundo se derreter ouvindo "É que eu prefiro ouvir / Sua voz de sono / Domingo de manhã / É que eu prefiro ouvir / Sua voz de sono / Domingo de manhã". Inclusive você, né?!

Com seis discos no currículo, Marcos e Belutti se preparam pra mais um projeto bacana: gravar um DVD ao vivo ainda esse mês, em São Paulo, com um repertório escolhido a dedo pelos dois. A gente conversou com eles pra saber mais detalhes sobre essa novidade e também pra ficar por dentro da trajetória deles até aqui. Dá o play no álbum "Acústico" aqui embaixo e espia aí o que a dupla nos contou:

 

  1. Vocês não são parentes, nem vieram de Goiânia, o que já os diferencia de boa parte das duplas de sucesso atuais. Como e quando surgiu a dupla?
    Belutti: Nos conhecemos em 2005, em um estúdio – o Marcos foi fazer o backing vocal de um CD em que o eu estava gravando com outra dupla, e fomos apresentados por um amigo em comum. Depois perdemos o contato, cada um foi trabalhar com uma coisa, e só voltamos a nos falar em 2007, quando surgiu a ideia de formarmos a dupla. Com um mês de dupla, o Bruno (da dupla Bruno e Marrone) ficou sabendo da formação e chamou até a casa dele para apresentar a um empresário (Amauri – antigo empresário), e foi ai que a vida dos dois mudou.
  2. "Domingo de Manhã" foi o hit que levou o som de vocês para todo o país. Como rolou esse crescimento?
    Belutti: Nós costumamos dizer que Domingo de manhã foi um divisor de águas na nossa carreira. Quando gravamos a música, sabíamos que ela seria um sucesso, mas não do jeito que foi. Ela nos projetou nacionalmente e hoje, nos quatro cantos no país, colhemos os frutos que ela nos deu. Foi incrível e só temos a agradecer a Deus tudo que tem acontecido em nossa carreira desde o lançamento da “Domingo da Manhã”.
  3. Vocês vão gravar um DVD esse mês. Quais os planos pra esse novo trabalho? Vão rolar faixas inéditas?
    Marcos: Nosso novo DVD será gravado no Haras do cantor Sorocaba e será no formato do anterior, acústico e mais intimista, achamos que ficou ótimo desse jeito e queremos continuar assim. Teremos muitas músicas novas. Pelo menos umas dez inéditas. E algumas regravações, que vamos pegar de trabalhos anteriores. Serão músicas que a gente sempre acreditou e que acabaram ficando esquecida. E algumas regravações de fora, que a gente gosta, sempre teve vontade de gravar e acredita que ficaria legal uma releitura nossa.
  4. O que vocês têm escutado? Tem algum artista específico que influencia o som de vocês?
    Belutti: Ultimamente estamos escutando muitas composições pois estamos em estúdio preparando o repertório do nosso novo CD e DVD acústico. Mas fora isso, escutamos de tudo. Somos muito ecléticos quanto a gêneros musicais, vamos do rock ao samba, da black music ao pop. Eu escuto bastante Michael Bublé, gosto muito do trabalho dele e é uma das minhas maiores influências. Já a do Marcos é o Michael Jackson, ele é muito fã do rei do pop e é a pessoa mais influente para ele, até hoje.
  5. Se vocês pudessem escolher outro artista, dupla ou banda pra tocar com vocês, qual(is) seria(m)?
    Marcos: Com certeza nossos ídolos Zezé di Camargo e Roupa Nova.

Legal conhecer a história deles, não é?! Melhor ainda é curtir o som da dupla enquanto aguardamos pelo novo trabalho ao vivo, que eles gravam dia 20 de maio. A gente mal pode esperar!

∞  05/08/2015 — 11:32AM

Posted by Frances Danckwardt at 11:32AM | | Comments (0)

EventosGrátisMúsicaNotíciasRecomendados por Rdio

App do Festival Bananada com o Rdio pra você não perder nada

Bananada-7dqjx

A gente não tem dúvidas ao afirmar que o Bananada é um dos festivais de música mais legais do país. Além de reunir diversos gêneros de som e um público bem heterogêneo em um só lugar, o evento coloca bandas incríveis em evidência. Isso sem mencionar o espaço para gastronomia, artes visuais e skate que rola por lá.

Esse ano, o Bananada vai ser entre os dias 11 e 17 de maio, em Goiânia, e tem confirmados para o line-up nomes como Bonde do Rolé, Boogarins , Tropkillaz e Pato Fu, o americano J Mascis e a cantora Karol Conka. E abertura do festival fica por conta de ninguém menos que Caetano Veloso, pra começar as apresentações em grandiosíssimo estilo!

BNND - Instagram

É tanta atração incrível de uma só vez que fica difícil acompanhar a ordem das apresentações, né? Por isso o Bananada criou um aplicativo ideal para quem quer acompanhar o festival.

Com ele você pode acompanhar a programação dos shows, conhecer todos os artistas participantes e curtir as playlists lindas criadas pelo Bananada com o Rdio, já que os dois apps são integrados. É só apertar play no app que a gente bota pra tocar a trilha do festival.

O aplicativo também permite que você saiba o que rola na programação de gastronomia, skate e arte do evento, pra que ninguém fique de fora de tudo que o festival oferece.

Curtiu? Então baixe aqui o app para Android ou iOS. E aproveite para curtir uma playlist do Bananada enquanto o download acontece: 

∞  05/08/2015 — 7:37AM

Posted by Frances Danckwardt at 7:37AM in Eventos, Grátis, Música, Notícias, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

GrátisMúsicaNovidades no RdioRecomendados por Rdio

Grave um single com o concurso Mono.Tune New Track

Monotunenewtrack-oo4u2

Tá afim de lançar a sua banda no Rdio? A gente tem uma promoção que pode fazer isso acontecer! O Mono.Tune New Track é resultado de uma parceria entre o Rdio, o selo Mono.Tune Records, o site Monkeybuzz e a distribuidora digital ONErpm. E você tem que participar!

A ideia do concurso é fazer com que você aí, que tem uma banda nova e ainda não colocou seu trabalho na rua, tenha a oportunidade de gravar o seu melhor som. Quem ganhar vai poder gravar um single, distribuir a faixa através da ONErpm, lançá-lo no Rdio e ainda gravar uma session especial pro Monkeybuzz. Nada mal pra começar a carreira, né?!

Pra participar, é bem simples. Escolhe aí a sua melhor música e grava um vídeo tocando ela ao vivo. Não pode editar, tem que mandar a versão original, e não esquecer de explicar brevemente por que escolheu esse som. O importante é que a banda toda apareça e a qualidade do áudio esteja boa.

Fez isso? Ok, agora é só subir o vídeo no YouTube, preencher esse formulário aqui e cruzar os dedos. No dia 15 de junho a gente vai saber qual foi o single vencedor, que será anunciado no Monkeybuzz. Boa sorte!

∞  05/07/2015 — 10:12AM

Posted by Frances Danckwardt at 10:12AM in Grátis, Música, Novidades no Rdio, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

Trabalho Sonoro - A trilha do dia 1º de maio

Trabalho_sonoro

Hoje é dia de valorizar o próprio emprego e a profissão, principalmente quem tem a sorte de fazer o que ama. Tudo isso, é claro, com muito bom humor – porque o feriado dos trabalhadores é dia de relaxar!

Uma das melhores partes do Dia do Trabalhador é que a gente pode comemora-loenquanto descansa! Vai dizer que não tem uma ironia maravilhosa em se pensar sobre o batente sem precisar chegar nem perto dele? É renovador!

Por isso, a gente preparou uma trilha sonora especial, pra você poder lembrar do trabalho e saber que hoje não chega nem perto dele! Eis algumas das nossas escolhas:

 “Terça-feira é dia santo / Se eu trabalho é pecado / Quarta-feira eu tô doente / Quinta-feira é feriado / Não trabalho na sexta / Que é dia de azar  / Sábado é fim de semana / Tenho que descansar”. Alvarenga e Ranchinho acertaram o espírito do dia, não é?

Lançada em 1981 pela banda canadense Loverboy, a faixa “Working For The Weekend” escancara: por mais que a gente ame o nosso trabalho, queremos mesmo é o fim de semana, pra poder curtir a vida!

Abrindo alas pro rap nessa playlist, a australiana Iggy Azalea conta um pouco da própria história antes de se tornar uma estrela em “Work”. Pois é, nem tudo são flores e ela teve que virar várias noites e manter três empregos pra conseguir juntar uma grana. Gente como a gente!

A gente selecionou mais um monte de músicas legais que falam (bem ou mal) sobre trabalho. É só clicar no player aqui embaixo e curtir. Você também pode acrescentar as faixas que quiser sobre o mesmo tempo. Escuta aí e bom feriado!

 

∞  05/01/2015 — 4:00AM

Posted by Frances Danckwardt at 4:00AM | | Comments (0)

3 motivos pra usar o Autoplay do Rdio

Blog_autoplay

Será que você já descobriu todas as ferramentas legais do Rdio? Tem uma funcionalidade que é muito simples de usar, mas que nem todo mundo sabe o quanto é bacana: o Autoplay.

Basicamente, ativar esse botãozinho no player faz com que a música não pare. Nunca. N-U-N-C-A. E não de um jeito aleatório. Ele seleciona faixas do mesmo estilo do qual você deu play, pra  sair do clima (musical). É uma maravilha!

Ainda não entendeu por que você pre-ci-sa ativa o modo Autoplay? Então se liga nesses 3 motivos que a gente selecionou. Vai ser difícil não ser convencido!

1) Sem as mãos

Ok, é muito legal explorar o Rdio, catar bandas e músicas pra ouvir e tudo mais. Porém, nem sempre você pode escutar música e “brincar” com a plataforma (ou o app) ao mesmo tempo.

Por isso, quando você estiver no trabalho, praticando exercícios, curtindo uma paisagem ou até escolhendo verduras no mercado, o Autoplay é uma boa pedida pra deixar seus ouvidos felizes e as mãos livres.

2) Conhecer novos sons

Vamos supor que você adora a banda X. Mesmo que você explore os “Artistas Relacionados”, nem sempre vai conseguir ouvir tudo que há de sugestão na plataforma (até porque nossa biblioteca tem mais de 32 milhões de faixas).

É aí que entra o Autoplay: sem que você tenha qualquer trabalho, a ferramenta seleciona e bota pra tocar músicas que têm tudo a ver com o último play que você deu. Aí, quando você curtir muito o que estiver rolando, é só checar o nome do artista e do som em questão. Pronto, uma curadoria musical entregue de bandeja pra você!

3) O Autoplay sabe das coisas

Sabe quando alguém te indica um som dizendo que tem certeza de que você vai curtir, mas não é o que você gosta? Então: com o Autoplay isso não acontece. Esse é provavelmente o maior motivo pelo qual você deve apostar na ferramenta!

Ativar essa funcionalidade significa ouvir por tempo indeterminado músicas exatamente do seu tipo. Ele não escolhe simplesmente artistas relacionados ou faixas do mesmo gênero musical. A vibe do que você estava ouvindo antes também é mantida, o que é essencial pra agradar seus ouvidos, certo?!

E aí, tá esperando o que pra começar a confiar na sabedoria e na praticidade do Autoplay? É só clicar nele ali no player  e aproveitar!

∞  04/30/2015 — 6:32AM

Posted by Frances Danckwardt at 6:32AM | | Comments (0)