DicasMúsicaNotíciasRecomendados por Rdio

O Blur está voltando (mas não é bem isso que você leu)

As caixinhas de leite mais famosas da música estão voltando, porém a notícia não é tão boa assim quanto parece. Damon Albarn, vocalista e líder do Blur, afirmou que gravou 15 músicas durante a super turnê que a banda realizou em 2013, mas que isso não significa que isso vá resultar em um álbum novo. Pelo menos não por enquanto.

Blurpop

Damonalborn

Talvez no ano que vem, no outro ou no ano depois”, disse Damon em entrevista à NME em março. “E isso não quer dizer que vamos lançar um disco em um prazo de três anos. Todos nós estamos muito ocupados”, completou.


Mas ele não deixou de falar bem da banda e dos companheiros. “Eu amo fazer música com aqueles caras. Amo mesmo. Honestamente, se todos nós, coletivamente, sentirmos que temos as melhores músicas que poderíamos fazer, gravaríamos o disco. Até isso acontecer, não vamos. Nós gravamos 15 músicas. Não é porque gravamos 15 ideias que vamos lançar um disco. Para nós, isso é apenas um quarto de um disco, nós editamos bastante e deixamos apenas o melhor”, disse Albarn.

Blur


Em contrapartida, há alguns dias o vocalista deu algumas pistas de como pode ser seu novo álbum solo. Entrevistado pelo site Daily Star, ele falou que seu próximo projeto será menos esotérico e mais pensado para famílias.

“É engraçado para mim dizer 'Estou escrevendo um musical', mas, sim, é isso que estou fazendo. É algo que eu sempre quis fazer, porque musicais são ótimos quando bem feitos", revelou ele durante a entrevista.

Ele ainda disse que andou “escrevendo um monte de canções aceleradas e que soavam como Gorillaz”. Enquanto esse novo misterioso trabalho não sai, a gente pode apreciar o primeiro álbum solo de Damon Alborn, o “Everyday Robots”.

∞  07/29/2014 — 3:32PM

Posted by Frances Danckwardt at 3:32PM in Dicas, Música, Notícias, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

DicasMúsicaNotíciasRecomendados por Rdio

Cinco passos para ser fã de Iggy Azalea

Ela está com tudo... Literalmente! A australiana loira, gata e com um belo rebolado Iggy Azalea é a artista de maior sucesso no atual cenário do pop, rap e hip hop. Com apenas 24 anos, a rapper figura com duas músicas entre o TOP 5 da Billboard, sendo que uma delas está há mais de 20 semanas no topo das paradas. Realmente ela não está pra brincadeira.

Com “Fancy” – em parceria com a cantora Charli XCX – e “Problem”, colaborando junto com Ariana Grande, Iggy já é considerada a soberana do rap nos EUA. E pra você que também quer ser um real fã da rainha do twerk, a gente te conta como isso é possível em cinco passos.

5steps-iggy

1 – Saber que ela saiu aos 16 anos da Austrália para fazer rap nos EUA

Iggy1

Pensa que vida de artista começa fácil? Que nada! Iggy teve que ralar muito até chegar onde está agora. Pouco antes de completar 16 anos, ela falou para os pais que ia viajar de férias para os EUA com um amigo e, só depois, contou a verdade: iria tentar a vida pelo país americano. Morou em Miami e Houston, até que conheceu uma pessoa ligada a Interscope Records, quando se mudou para Los Angeles, onde foi agenciada pela gravadora e lançou seu primeiro clipe, para a faixa “Pu$$y”.


2 - Ter habilidade para fazer o famoso “twerk” de cabeça pra baixo

Iggy2

Realmente é preciso muita habilidade para fazer isso. Iggy Azalea é conhecida também por conseguir executar, com destreza, o famoso “twerk”. Pra quem ainda não conhece, é aquela dança em que os movimentos consistem, basicamente, em rebolados e agachamentos. Porém, quem é fã mesmo consegue fazer ele de cabeça pra baixo.

3 - Conseguir cantar todos os versos de “Work”

Iggy3

A letra de “Work”, primeira música que começou a levar Iggy ao estrelato, reflete alguns momentos da vida da cantora. “No money, no family Sixteen in the middle of Miami” Mas pra cantar os versos da faixa, cheios de rap e rimas, não é nada fácil. Se você conseguir, está a um patamar acima pra se tornar fã número 1 da moça.

4 - Saber que o clipe de “Fancy” foi inspirado no filme “As Patricinhas de Beverly Hills”

Iggy4

Esse passo é obrigatório para você que quer seguir os ensinamentos de Iggy. O clipe da faixa “Fancy”, lançado em março, que tem a parceria de Charli XCX, já ultrapassa os 170 milhões de views. O mais divertido é que ele é todo inspirado no filme “As Patricinhas de Beverly Hills”, de 1995. História, cenário e até os famosos figurinos foram transportados para o clipe de Iggy.

5. Escutar o “The New Classic” completinho no Rdio

Em abril, nossa musa lançou seu primeiro álbum, o “The New Classic”, cheio de bons e potenciais hits. De “Work” a “Fancy”, de “Change Your Life” a “Black Widow” (com participação de Rita Ora), o trabalho tá digno do sucesso que Iggy Azalea está fazendo pelo mundo. E, é claro, passo mais que essencial para você também amar essa loira.

∞  07/28/2014 — 1:59PM

Posted by Frances Danckwardt at 1:59PM in Dicas, Música, Notícias, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

DicasMúsicaRecomendados por Rdio

Música de filme: conheça os mestres das trilhas sonoras

Assistir a um filme que tenha uma boa trilha sonora é o combo cinematográfico perfeito! Às vezes a película pode até ser que não seja tão boa, mas com escolhas inteligentes e produção musical, ela pode se tornar muito mais interessante.

Hanszimmer2

Normalmente os grandes filmes possuem duas trilhas sonoras: uma com músicas comerciais, escolha de bandas e com letras que reflitam os momentos do enredo; e outra instrumental, que constrói o ambiente do filme e dá suporte para as cenas. E é dessas trilhas sonoras que vamos falar hoje!

Por trás de uma boa trilha sonora há geralmente uma super produção. Mesmo com a tecnologia e a maior facilidade de criar sons sintéticos, a maioria dos produtores prefere mesmo uma boa orquestra, para que o som fique, literalmente, mais natural. Abaixo, a gente te mostra alguns dos maiores compositores de todos os tempos.

Começamos com o italiano Ennio Morricone que, com 85 anos, tem o número impressionante de mais de 500 trilhas sonoras compostas, entre filmes e programas de televisão. Ele é o responsável pelos sons dos clássicos “Era uma vez na América”, “Cinema Paradiso”, “The Good, the Bad and the Ugly” e muitos filmes produzidos na Itália.


Outro grande nome das trilhas sonoras é o alemão Hans Zimmer. No currículo de composições – que já passam de 100 -, famosos e grandiosos blockbusters como “Batman Begins”, “O Código Da Vinci”, “Inception” e “The Holiday”, entre muitos outros.

Já o americano Danny Elfman é parceiro de longa data do diretor Tim Burton. O compositor é dono de trilhas desde os anos 80, como a do filme “Beetlejuice”, até as mais recentes, como “Noiva Cadáver” e “O Lado Bom da Vida”.

 

E não podíamos deixar de fora o também americano Bernard Herrmann que, infelizmente, nos deixou em 1975, mas deixou clássicas e incríveis trilhas sonoras. Bernard é o compositor de clássicos como “Psicose” e “Vertigo”, de Alfred Hitchcock e “Taxi Driver”, do aclamado diretor Martin Scorsese.

∞  07/24/2014 — 3:22PM

Posted by Frances Danckwardt at 3:22PM in Dicas, Música, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

DicasMúsicaRecomendados por Rdio

Bach to work: 10 músicas clássicas para se concentrar no trabalho

Com a enxurrada de informações, links e notícias que temos hoje em dia, concentrar-se no trabalho ou nos estudos é algo que pode estar ficando cada vez mais difícil, não é?

Bachtowork

De acordo com um estudo feito por um biólogo da Australian Commonwealth Scientific and Industrial Reseach Organization, o cérebro comprime a informação musical como um software de computador faz com um arquivo de áudio: ele identifica padrões e remove dados desnecessários.

A música clássica pode parecer complexa para quem ouve, mas o cérebro consegue encontrar padrões para o trabalho de compressão e, assim, pouca coisa é descartada. Como sua cabeça trabalha mais facilmente essa informação musical, fica com mais espaço livre para se concentrar.

Além de reforçar a concentração, a música clássica pode ser uma grande facilitadora para a memorização de informações.

Sendo assim, a gente separou 10 músicas eruditas que vão te ajudar a concentrar no trabalho. Então, Bach to work!

∞  07/23/2014 — 11:07AM

Posted by Frances Danckwardt at 11:07AM in Dicas, Música, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

DicasMúsicaNotíciasNovidades no RdioRecomendados por Rdio

O que Florence and the Machine, Adele e David Bowie têm em comum?

Se você não conseguiu identificar nenhum ponto de convergência entre esses três astros da música, a gente te conta: todos eles vão lançar novidades ainda em 2014! Quer melhor característica em comum entre eles do que essa? :)

Em_comum

Os fãs da mamãe de primeira viagem mais queridinha de todos os tempos podem começar a ficar ansiosos. Adele confirmou que “25”, seu próximo álbum, ganhará uma tour no próximo ano. Sendo assim, o disco deve sair ainda em 2014. Como a cantora fez em seus outros trabalhos, esse também deve vir repleto de músicas com letras que refletem a atual fase de sua vida – agora casada e com um filho.

Enquanto esse novo trabalho não chega, a gente pode relembrar seu último álbum, o “21”.


Outra queridíssima da música também já vai começar a preparar terreno para seu novo álbum. De acordo com Paul Moss, RP da Soundscan – empresa que faz o levantamento de vendas de músicas e vídeos – o novo álbum de Florence and the Machine deve sair dia 06 de outubro e dia 07 nos EUA. Ele ainda revela que o trabalho tem potencial para ser #1 em muitos países.

A última gravação de Florence Welch e sua turma foi em 2012, quando lançaram o “MTV Unppluged”.

E não menos importante, o ícone David Bowie revelou, há poucos dias, que deve lançar músicas novas em breve. O cantor foi homenageado na última semana em Londres e fez um comunicado de agradecimento, onde contava essa novidade.

Esta cidade está ainda melhor que a que vocês estavam no ano passado, então se lembrem de dançar, dançar, dançar. Depois sentem por um minuto, relaxem um pouco, se levantem e corram por todo o lugar. Façam isso. Muito amor para vocês. Mais música em breve." David

Rumores ainda indicam que Bowie poderia se apresentar no Festival Glastonbury em 2015.

A gente espera ansiosamente por esse retorno e, enquanto isso, continuamos curtindo o “The Next Day”, último álbum do músico lançado no ano passado.

E dá pra conferir a discografia completinha de David Bowie aqui.

∞  07/22/2014 — 11:04AM

Posted by Frances Danckwardt at 11:04AM in Dicas, Música, Notícias, Novidades no Rdio, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

MúsicaNotíciasNovidades no RdioRecomendados por Rdio

As influências latinas no novo álbum do Morrissey

Morrrisseygato

Com letras sobre assuntos polêmicos, elementos já conhecidos da sua música e um plus de influências latinas, Morrissey está de volta com um novo álbum – o que não acontecia desde 2009, com o disco “Years of Refusal”. E a gente garante: esses quase cinco anos de pausa provocaram mudanças no estilo de som dessa lenda do rock.

        

“World Peace is None of Your Business” é o décimo álbum do músico que está no auge dos seus 55 anos: cheio de coisas pra dizer. Esse novo trabalho chega repleto de críticas e opiniões traduzidas em forma de letras. Política, vegetarianismo, sexualidade e suicídio são alguns dos assuntos que Morrissey, além de dominar, canta nas músicas desse novo álbum.

Além disso, o brit rock já conhecido do músico se transforma um pouco nesse disco, com influências da música clássica e, principalmente, do ritmo latino. Essa latinidade toda vem da presença do novo tecladista que acompanha Morrissey, o colombiano Gustavo Manzur.

É possível inclusive identificar uma guitarra flamenca em canções como “Earth is the loneliest planet”e “The bullfighter dies”. O produtor Joe Chiccarelli, que já trabalhou com grandes nomes como Strokes e The Killers, conseguiu dar ao álbum um ar mais jovial, mas sem que as músicas perdessem a identidade de Morrissey.

Aqui no Rdio você ouve a versão deluxe desse incrível álbum, com seis faixas extras. É só dar o play aqui abaixo:


∞  07/21/2014 — 11:16AM

Posted by Frances Danckwardt at 11:16AM in Música, Notícias, Novidades no Rdio, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

MúsicaNovidades no RdioRecomendados por Rdio

Playlist: Shazam TOP 30

Depois da super novidade sobre a integração completa do Rdio com o app Shazam, que revelamos aqui no blog essa semana, hoje chegamos com mais uma boa notícia para os nossos usuários: é a playlist Shazam TOP 30!

Periodicamente, nós vamos trazer pra você, aqui no Rdio, as 30 músicas mais procuradas e descobertas no app, que vão estar disponíveis em uma playlist.

Nessa primeira edição, os sucesso que estão estourados nas paradas do mundo todo, como Clean Bandit, Jason Derulo, Calvin Harris, Iggy Azalea, Coldplay, John Legend, David Guetta e mais um montão de boa música.

Dê o play aqui embaixo e curta com a gente!

∞  07/18/2014 — 2:45PM

Posted by Frances Danckwardt at 2:45PM in Música, Novidades no Rdio, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

MúsicaRecomendados por Rdio

Cinco capas de álbuns inspiradas em obras de arte

As inspirações na hora de criar a capa de um álbum podem ser várias – e todas juntas, ao mesmo tempo. A arte que vai estar à frente de um trabalho musical tem o objetivo de tentar traduzir, em forma de imagem, a “mensagem” que esse álbum quer passar. E isso pode ser feito de inúmeras maneiras, assim como referenciar a elementos já conhecidos da cultura.

E um dos mais bacanas pra se observar é a referência de algumas capas de discos em relação à obras de arte. Assim, a gente separou cinco dessas icônicas capas pra saber de onde veio a inspiração.

A capa do último álbum do Arcade Fire, o “Reflektor”, mostra uma foto da obra Orfeu e Eurídice, do escultor francês Auguste Rodin, o que inspira todo o conteúdo do disco.

Orfeueeuridice

O desenho tropical da capa de “Tango In The Night”, do Fleetwood Mac, é uma nova versão do quadro, feito em 1907, “A Encantadora de Serpentes”, de autoria do pintor também francês Henri Rousseau.

Encantadoraserp

O surrealismo da capa de “Greatest Hits”, do Hearts, teve inspiração (bem visível, por sinal) na pintura de Rene Magritte, chamada “The Therapist”.

Thetherapist

Florence and the Machine olhou para o quadro “As Duas Fridas”, de Frida Khalo, e se inspirou para criar a arte do álbum “Lungs”, deixando a ideia de expor seu coração mais realista.

Asduasfridas

O álbum “De Stijl”, do White Stripes, é visivelmente influenciado pelos desenhos geométricos do pintor holandês Mondrian, mais precisamente pela obra “Composição em vermelho, amarelo e azul”. Porém o amarelo resolveu não aparecer na arte do Stripes.

Composition-with-yellow-blue-and-red-piet-mondrian-1942

∞  07/17/2014 — 5:30AM

Posted by Frances Danckwardt at 5:30AM in Música, Recomendados por Rdio | | Comments (0)

Novidades no Rdio

Rdio é o primeiro serviço de streaming com integração completa com o Shazam

Poder descobrir uma música e, no mesmo momento, ouvir ela na íntegra, totalmente de graça? Pois é isso mesmo que você leu!

Print-1

A partir de hoje, os usuários do Rdio que utilizam o Shazam (na sua última atualização, 7.7, por enquanto somente no iOS) podem ouvir as músicas descobertas pelo aplicativo diretamente nele, sem precisar ir até o app do Rdio.

Mas não para por aí! Você pode também continuar a adicionar suas faixas preferidas a suas playlists ou criar automaticamente uma lista com as suas músicas descobertas pelo Shazam.

“Estamos muito felizes de ser o primeiro serviço de streaming a reproduzir músicas na íntegra dentro do próprio Shazam”, disse Chris Becherer, SVP de Produto do Rdio. “Essa parceria nos ajuda a cumprir nossa missão de estar em todos os lugares onde músicas podem ser descobertas.

Por enquanto, a atualização está disponível para iOS e, em breve, também para Android.

∞  07/15/2014 — 1:30PM

Posted by Frances Danckwardt at 1:30PM in Novidades no Rdio | | Comments (0)

MúsicaRecomendados por Rdio

Rock to rock: cinco músicas sobre astros do rock

Cantar sobre a própria música, o universo que a engloba ou mesmo sobre os próprios personagens dessa arte é algo que não é de hoje. Perdemos as contas de quantas letras sobre os próprios músicos ou mesmo referências a músicas já existentes nós já escutamos

Dylanbowie

E, é claro, a gente encontrou também aquelas canções que falam sobre eles: os astros do rock. Selecionamos cinco que você talvez não conheça – ou não saiba que foi feita para alguma das lendas do rock’n’roll.

Ramones – “Danny Says”

O “Danny” do título dessa música do Ramones se refere a Danny Fields, uma lenda viva da indústria da música, que trabalhou com a banda nos anos 70. A canção foi composta em uma fase mais reflexiva dos Ramones, enquanto eles estavam dentro de um ônibus, durante uma turnê.

Aerosmith – “Dude (Looks Like a Lady)”

Pra quem não sabe, essa faixa fala do Vince Neil, vocalista e líder da banda norte-americana de hard rock, Mötley Crüe. De acordo com uma entrevista do próprio Mötley, o título dessa música foi criado enquanto ele e Steven Tyler bebiam em um bar em Nova York, quando um grupo de homens vestidos de mulheres passaram pelo local.

Belle and Sebastian – “Seymour Stein”

Aqui temos mais uma canção que não fala sobre cantores, mas sobre algumas situações do universo musical. Seymour Stein, o nome do título dessa música, é o lendário executivo da Sire. Pelo que parece, os caras da Belle and Sebastian iam ter uma reunião com ele, mas isso não aconteceu, pois o executivo teria ido encontrar uma garota na ocasião. Isso é o que a música diz.

David Bowie – “Song for Bob Dylan”

Como o próprio nome já diz, David Bowie fez uma música para o eterno Bob Dylan. Porém não é para homenageá-lo. A faixa faz piada com uma canção do próprio Dylan, chamada “Song to Woody”. Além disso, Bowie descreve a voz de Dylan como “areia e cola”. Achamos que isso tá longe de ser um elogio.

Veruca Salt – “With David Bowie”

Aqui temos o inverso da música acima. Veruca Salta canta “With David Bowie”, mas se você se comparar com o cantor o resultado pode ser deprimente. A letra dessa canção é meio pessimista mas, em uma análise mais aprofundada, dá pra perceber a homenagem ao cantor.

∞  07/14/2014 — 3:37PM

Posted by Frances Danckwardt at 3:37PM in Música, Recomendados por Rdio | | Comments (0)